Missão Nova Visão ♫ Web Rádio Católica

sexta-feira, 22 de maio de 2020

 

Santa Rita de Cássia era filha única. Nasceu em maio do ano de 1381, nas montanhas em Roccaporena,  perto de Cássia, região da Umbria, Itália. Era filha de Antônio Mancini e Amata Ferri, casal de muita oração e do qual todos gostavam. Não sabiam ler nem escrever, mas ensinaram à filha tudo sobre a fé em Jesus e Nossa Senhora. Eles contavam a ela também histórias de vida de muitos santos e santas, o que muito contribuiu para sua formação.

Vida de Santa Rita de Cássia

Santa Rita de Cássia queria ser religiosa, mas seus pais escolheram para ela um marido, como era costume na época. O marido escolhido foi Paolo Ferdinando. Não foi uma boa escolha, pois Paolo era um infiel no matrimônio e tinha o hábito de beber demais. Por causa dele, Santa Rita sofreu por 18 anos, período em que foi casada. O casal teve dois filhos. Durante o tempo de casada, Rita demonstrou  muita paciência e resignação por tudo que sofreu.
Mesmo sofrendo, ela nunca deixou de rezar pela conversão dele. Por fim, a mansidão e o amor de Rita transformaram aquele homem rude e bruto. Paolo se converteu e mudou sua vida conjugal de tal forma que as amigas de Rita e as mulheres da cidade vinham aconselhar-se com ela.
Paolo, embora verdadeiramente convertido, tinha deixado um rastro de violência e rixas entre alguns grupos da cidade. Assim, um dia ele saiu para trabalhar e não voltou para casa. Santa Rita de Cássia teve a certeza de que algo horrível tinha acontecido.
No dia seguinte ele foi encontrado morto. Tinha sido assassinado. Seus dois filhos, que já eram jovens, juraram vingar a morte do pai. Santa Rita, então, pediu a Deus que não deixasse eles cometerem esse pecado mortal. Logo os dois ficaram muito doentes, de forma incurável. Antes que eles morressem, porém, Santa Rita ajudou os dois a se converterem, ao amor de Deus e ao perdão. A graça foi tão grande que os dois conseguiram perdoar o assassino do pai, e morreram.
Parece estranho, mas a morte dos dois filhos de Santa Rita quebrou uma corrente de ódio e vingança que poderia durar anos, causando muito mais sofrimentos e mortes. Depois disso, Santa Rita de Cássia teve a certeza em seu coração de que os três estavam juntos no céu. Assim, tudo tinha valido a pena.

Deus coloca Santa Rita de Cássia  no convento

Santa Rita, estando sozinha na vida, quis entrar para o convento das irmãs Agostinianas, obedecendo ao chamado que sentia desde menina. As irmãs, porém, estavam em duvida sobre sua vocação, visto que tinha sido casada, o marido fora assassinado e os dois filhos morreram de peste. Por tudo isso, elas não queriam aceitar Rita no convento.
Então, numa noite, Santa Rita dormia, quando ouviu uma voz chamando: Rita. Rita. Rita.
Ela abriu a porta e estavam ali, São Francisco, São Nicolau e São João Batista. Eles pediram que ela os seguisse e depois de andarem pelas ruas, os santos desapareceram e Rita sentiu um suave empurrão. Ela caiu em êxtase e, quando voltou a si, estava dentro do mosteiro, estando este com as portas trancadas. Então as freiras não lhe puderam negar a entrada. Rita viveu ali por quarenta anos.

Milagres de Santa Rita de Cássia

Em dúvida se vocação de Rita era verdadeira, a superiora mandou-a regar um pedaço de madeira seca que estava no jardim do convento. Ela deveria fazer aquilo por um ano. Rita obedeceu com paciência e amor. Depois de um ano, para a surpresa de todos, mais um milagre aconteceu: o galho se transformou numa videira que dá uvas até hoje.

Sofrimento de Cristo no corpo de Santa Rita de Cássia

Orando aos pés da cruz Santa Rita de Cássia pediu a Jesus que pudesse sentir um pouco das dores que ele sentiu na sua crucificação. Então, um dos espinhos da coroa de Jesus cravou-se em sua cabeça e Santa Rita sentiu um pouco daquela dor terrível que Jesus passou.
O espinho fez em Santa Rita uma grande ferida, de tal forma que ela tinha que ficar isolada de suas irmãs. Assim, ela fazia mais orações e jejuns para Deus. Santa Rita de Cássia ficou com a ferida por 15 anos. A chaga só foi curada quando Irmã Rita foi a Roma, no ano santo. Quando voltou ao mosteiro, porém, a ferida se abriu novamente.

Morte de Santa Rita de Cássia

No dia 22 de maio de 1457, o sino do convento começou a tocar sozinho. Santa Rita estava com 76 anos. Sua ferida cicatrizou-se e seu corpo começou a exalar um perfume de rosas. Uma freira chamada Catarina Mancini, que tinha um braço paralítico, ao abraçar Santa Rita de Cássia em seu leito de morte, ficou curada.
No lugar da ferida apareceu uma mancha vermelha que exalava um perfume celestial que encantou a todos. Logo apareceu uma multidão para vê-la. Então, tiveram que levar seu corpo para a igreja e lá está até hoje, exalando suave perfume, que a todos impressiona.

Devoção a Santa Rita de Cássia

Santa Rita de Cássia foi beatifica no ano 1627, em Roma, pelo Papa Urbano Vlll. Sua canonização foi no ano de 1900, no dia 24 de maio, pelo Papa Leão Xlll e sua festa foi é comemorada no dia 22 de maio de todo ano.
No nordeste do Brasil, na cidade de Santa Cruz, Rio Grande do Norte, ela é sua padroeira, inclusive lá está a maior estátua católica do mundo, com 56 metros de altura. Santa Rita é considerada a Madrinha dos sertões. Em Minas Gerais existe a Cidade de Cássia que Santa Rita também é a padroeira, e seu aniversário é no dia 22 de maio também.

Oração a Santa Rita de Cássia

Ó Poderosa e Gloriosa Santa Rita de Cássia, eis, a vossos pés, uma alma desamparada que, necessitando de auxilio, a vós recorre com a doce esperança de ser atendida por vós que tem o título de Santa dos casos impossíveis e desesperados. Ó cara Santa, interessai-vos pela minha causa, intercedei junto a Deus para que me conceda a graça, de que tanto necessito, (fazer o pedido). Não permitais que tenha de me afastar de vossos pés sem ser atendido. Se houver em mim algum obstáculo que impeça de alcançar a graça que imploro, auxiliai-me para que o afaste. Envolvei o meu pedido em vossos preciosos méritos e apresentai-o a vosso celeste esposo, Jesus, em união com a vossa prece. Ó Santa Rita, eu ponho em vós toda a minha confiança. Por vosso intermédio, espero tranquilamente a graça que vos peço. Santa Rita, advogada dos impossíveis, rogai por nós.

Fonte:  https://cruzterrasanta.com.br


segunda-feira, 18 de maio de 2020


O Santo Rosário é composto por orações: o Credo, o Anúncio do Anjo do Senhor, o Pai-Nosso e a Ave-Marias. Cada terço possui a recitação de cinco mistérios, e cada mistério possui Ave-Marias.
Não podemos falar do Santo Rosário sem mencionar esta palavra que é o anúncio do Anjo. O Anjo Gabriel aproximou-se de Maria e anunciou: “Ave, cheia de graça, não tenhas medo, pois encontrastes graça diante de Deus” (cf. Lucas 1,28-30). Após receber o anúncio do anjo, Maria disse: “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a sua palavra” (Lucas 1,38).
O Espírito Santo nos diz que, depois da oração da Santa Missa, não existe outra oração mais poderosa do que o Santo Rosário.
São Bernadino de Sena disse que existem três maneiras de a graça de Deus chegar até nós: a primeira forma é comunicada de Deus para Jesus Cristo; a segunda é comunicada de Jesus Cristo para a Virgem Maria, e a terceira é da Virgem Maria até nós.
Peçamos a Mãe que o Filho atende, porque, se Maria pedir, o Filho não vai negar. Nossa Senhora, em várias aparições, no mundo inteiro, tem nos apelado para rezarmos o Rosário.
Meditamos nos mistérios as alegrias, as dores e as glórias de Maria e o Senhor. Portanto, o Santo Rosário é muito poderoso! Somos convidados a rezar o Rosário, porque é uma oração perfeita.

Reze o Rosário em família, pois é como sempre dizemos: “Família que reza unida permanece unida”. Convide todos à prática da oração do Rosário, pois com ele venceremos todas as lutas.
Beato Alano de la Roche relata que libertou muitas pessoas endemoniadas apenas colocando o Rosário em seus pescoços. O demônio é desobediente e não admite ser corrigido pela obediência da Virgem Maria. Ele tem medo Santo Rosário.
São Pio sempre andava com um terço nas mãos e chamava o terço de “arma”, o demônio o odiava por isso. Santo Antônio Maria Claret dizia: “Felizes as pessoas que rezam bem o Santo Rosário, porque Maria lhes obterá graças na vida, graças na hora da morte e glória no Céu. Nunca será considerado um bom cristão quem não reza o Rosário”.




sexta-feira, 10 de abril de 2020



O respeito a tradição da Sexta-feira Santa, que também é chamada de “Sexta-feira da Paixão”, já foi bem maior no passado. A Igreja Católica sempre aconselhou os fiéis a fazerem algum tipo de penitência, como jejum e a abstinência de carne e qualquer ato que se refira ao prazer. Procissões e reconstituições da Via Sacra são mais difundidos. É comum entre os Católicos a realização de promessas no dia de hoje.
Os católicos com idade mais avançada seguem a tradição ao pé da letra, a maioria dos jovens não conhece, por isso listamos 10 coisas que você não pode fazer na Sexta-feira da Paixão conforme os costumes da Igreja.
1° – Não pode matar qualquer animal, mesmo que seja para a alimentação, quem fizer fatalmente poderá ter grandes prejuízos, além de outros males;
2° – É proibido tirar leite. O leite ao sair do ubre da vaca, ou da cabra, poderá virar sangue, ou então o animal pode ficar inutilizado;
3° – Vender ou consumir carne que não seja de peixe no dia de hoje é completamente proibido, talvez essa seja uma das poucas tradições que ainda se mantém nos dias atuais.
4° – É proibida a realização de qualquer trabalho braçal durante o dia, a partir da meia noite todos poderão voltar a sua rotina normal.
4° – Perseguir formigas, pássaros ou animais que costumam estragar plantações, em Sexta-feira Santa, é o mesmo que aumentar-lhes o número e o poder destruidor.
5° – Em Sexta-feira Santa não é permitido abrir ponto comercial de espécie alguma, nem mesmo os botequins. Apenas as farmácias podem fornecer medicamentos e isto em caso de muita urgência. Mas, não podem ficar com as portas abertas. No geral o medicamento adquirido em Sexta-feira Santa não pode ser cobrado, pois nada se deve vender nesse dia.
6° – Nada de música alta nem dança durante o dia;
7° – Evite tomar café pela manhã, segundo a tradição hoje é um dia de penitencia, você não poderá quebrar o jejum antes do meio dia;
8° – Nada de namoro e sexo nem pensar, você tem 364 dias por ano para fazer essas coisas, ficar um dia sem fazer não irá lhe tirar nenhum pedaço;
9° – Nada de bebedeira, o vinho é a única bebida permitida, a embriaguez na Sexta-feira Santa é uma afronta aos costumes cristãos.
10°- Não é permitido a participação em qualquer festa ou balada antes da meia noite.
Como a internet é algo recente você poderá navegar na web o dia inteiro normalmente, porém, nada de pornografia ou fofocas, desativar o Whatsapp e o bate-papo do Facebook por um dia até que não seria uma má ideia.

Por: Portaldenoticias.net


domingo, 5 de abril de 2020

 

 O Domingo de Ramos nos ensina que seguir Cristo é renunciarmos a nós mesmos

A Semana Santa começa no Domingo de Ramos, porque celebra a entrada de Jesus em Jerusalém montado em um jumentinho – o símbolo da humildade – e aclamado pelo povo simples que O aplaudia como “Aquele que vem em nome do Senhor”. Esse povo, há poucos dias, tinha visto Jesus ressuscitar Lázaro de Betânia e estava maravilhado, pois tinha a certeza de que esse era o Messias anunciado pelos profetas, mas, esse mesmo povo tinha se enganado com tipo de Messias que Cristo era. Pensava que, fosse um Messias político, libertador social, que fosse arrancar Israel das garras de Roma e devolver-lhe o apogeu dos tempos de Salomão.

Para deixar claro a este povo que Ele não era um Messias temporal e político, um libertador efêmero, e sim, o grande Libertador do pecado, a raiz de todos os males, então, o Senhor entra na grande cidade, a Jerusalém dos patriarcas e dos reis sagrados, montado em um jumentinho; expressão da pequenez terrena. Ele não é um Rei deste mundo! Dessa forma, o Domingo de Ramos dá o início à Semana Santa, que mistura os gritos de hosanas com os clamores da Paixão de Cristo. O povo acolheu Jesus abanando seus ramos de oliveiras e palmeiras.
Leia mais:
::O que a Igreja orienta sobre o jejum e abstinência de carne?
::Confira algumas dicas práticas para realizar a leitura da Palavra
::Como cristãos por que e como devemos fazer o sinal da Cruz?
::Confira 6 dicas para participar bem da Santa Missa

Os ramos lembram nosso batismo

Esses ramos significam a vitória: “Hosana ao Filho de Davi: bendito seja o que vem em nome do Senhor, o Rei de Israel; hosana nas alturas”. Os ramos santos nos fazem lembrar que somos batizados, filhos de Deus, membros de Cristo, participantes da Igreja, defensores da fé católica, especialmente nestes tempos difíceis em que essa é desvalorizada e espezinhada. Os ramos sagrados que levamos para nossas casas, após a Missa, lembram-nos de que estamos unidos a Cristo na mesma luta pela salvação do mundo, a luta árdua contra o pecado, um caminho em direção ao Calvário, mas que chegará à Ressurreição.

O sentido da Procissão de Ramos

O sentido da Procissão de Ramos é mostrar essa peregrinação sobre a terra que cada cristão realiza a caminho da vida eterna com Deus. Ela nos recorda que somos apenas peregrinos neste mundo tão passageiro, tão transitório, que se gasta tão rapidamente e nos mostra que a nossa pátria não é neste mundo, mas sim, na eternidade; aqui nós vivemos apenas em um rápido exílio em demanda da casa do Pai.
A Missa do Domingo de Ramos traz a narrativa de São Lucas sobre a Paixão de Nosso Senhor Jesus, Sua angústia mortal no Horto das Oliveiras, o Sangue vertido com o suor, o beijo traiçoeiro de Judas, a prisão, os maus-tratos causados pelas mãos dos soldados na casa de Anás, Caifás; Seu julgamento iníquo diante de Pilatos, depois, diante de Herodes, Sua condenação, o povo a vociferar “crucifica-O, crucifica-O”; as bofetadas, as humilhações, o caminho percorrido até o Calvário, a ajuda do Cirineu, o consolo das santas mulheres, o terrível madeiro da cruz, Seu diálogo com o bom ladrão, Sua morte e sepultura.

Entrada “solene” de Jesus em Jerusalém

A entrada “solene” de Jesus em Jerusalém foi um prelúdio de Suas dores e humilhações. Aquela mesma multidão que O homenageou, motivada por Seus milagres, agora vira as costas a Ele e muitos pedem a Sua morte. Jesus, que conhecia o coração dos homens, não estava iludido. Quanta falsidade há nas atitudes de certas pessoas! Quantas lições nos deixam esse Domingo de Ramos!
O Mestre nos ensina, com fatos e exemplos, que o Reino d’Ele, de fato, não é deste mundo. Que Ele não veio para derrubar César e Pilatos, mas para derrubar um inimigo muito pior e invisível: o pecado. E para isso é preciso imolar-se, aceitar a Paixão, passar pela morte para destruir a morte; perder a vida para ganhá-la. A muitos o Senhor Jesus decepcionou; pensavam que Ele fosse escorraçar Pilatos e reimplantar o reinado de Davi e Salomão em Israel; mas Ele vem montado em um jumentinho frágil e pobre.
Muitos pensam: “Que Messias é esse? Que libertador é esse? É um farsante! É um enganador que merece a Cruz por nos ter iludido”. Talvez Judas tenha sido o grande decepcionado. O Domingo de Ramos ensina-nos que a luta de Cristo e da Igreja e, consequentemente, a nossa também, é a luta contra o pecado, a desobediência à Lei Sagrada de Deus, que hoje é calcada aos pés até mesmo por muitos cristãos que preferem viver um Cristianismo “light”, adaptado aos seus gostos e interesses, e segundo as suas conveniências. Impera, como disse Bento XVI, “a ditadura do relativismo”.
O Domingo de Ramos nos ensina que seguir o Cristo é renunciarmos a nós mesmos, morrermos na terra como o grão de trigo para poder dar fruto, enfrentar os dissabores e ofensas por causa do Evangelho do Senhor. Ele nos arranca das comodidades e das facilidades, para nos colocar diante d’Aquele que veio ao mundo para salvá-lo.

Fonte: formacao.cancaonova.com


terça-feira, 11 de fevereiro de 2020



As aparições da mãe de Deus em Lourdes, na França, a Bernardete Soubirous, nos ajudam a entender sob muitos aspectos a missão materna de Maria junto ao seu povo, à comunidade dos discípulos de seu Filho. Diante de situações como esta, nosso coração de filhos deve manifestar gratidão a Deus por cuidar de seu povo com tal amor. E somos nós, homens e mulheres de todos os lugares, os destinatários desse amor.
A presença de Maria em Lourdes ensina que toda terra é terra de Deus, uma terra onde Maria está, que todo povo é um povo redimido por Cristo morto e ressuscitado, de quem Ela é mãe e mestra.
Ao se apresentar como a Imaculada Conceição, mais do que um novo título, Maria revela sua própria identidade e irradia luz para ajudar cada ser humano a reencontrar sua original condição de imagem e semelhança de Deus. A Virgem Maria manifesta traços expressivos do próprio Deus, revelando confiança, gratidão, misericórdia, socorro, refúgio, consolo, luz, paz, alegria e esperança a todos os que imploram seu auxílio. Seria inacabável a ladainha proferida pelos fiéis que durante o ano todo vão à gruta das aparições com um desejo na alma: reencontrar a mãe de Deus.
Maria vem a Bernardete, faz dela sua confidente, colaboradora, instrumento da sua ternura maternal e da misericórdia onipotência de seu Filho, para restaurar o mundo em Cristo por uma nova e incomparável efusão da redenção. Nessa atitude de Maria há um desejo de que todos, indistintamente, sejamos também instrumentos de Deus para reconduzir o mundo a Ele.
Apesar de zombarias, de dúvidas e de oposições, a voz daquela menina, mensageira da Imaculada, se impôs ao mundo. Multidões creram e provaram o mistério daquele lugar despojado que fala de coisas excelsas. Entre as lições de Maria em Lourdes entendemos que elas são o eco fiel da mensagem evangélica, fazem ressaltar de maneira impressionante o contraste que opõe os juízos de Deus à vã sabedoria deste mundo.
Numa sociedade que não tem muita consciência dos males que a corroem e que esconde as suas misérias e as suas injustiças sob aparências de prosperidade, a Virgem Imaculada, que não conheceu o pecado, manifesta-se a uma menina inocente e com compaixão maternal percorre com o olhar este mundo redimido pelo sangue de seu Filho, onde o pecado faz cada dias tantas devastações, e por três vezes lança o seu apelo premente: “Penitência, penitência, penitência!”.
Gestos expressivos são mesmo pedidos: “Ide beijar a terra em penitência pelos pecadores”. E ao gesto faz um apelo: “Rogareis a Deus pelos pecadores”. Tal como no tempo de João Batista, tal como no início do mistério de Jesus, e o mesmo convite, forte e rigoroso, indica à humanidade o caminho do retorno a Deus: “Arrependei-vos” (Mt 3,2; 4,17). E quem ousaria dizer que esse apelo à conversão do coração perdeu, nos nossos dias, a sua atualidade? Todos somos convidados por Maria a enveredar pela trilha que Ela nos indicou.

Nossa Senhora de Lourdes, rogai por nós!
Oração
Ó Virgem Imaculada de Lourdes, acorremos a vossos pés junto da humilde gruta onde vos dignastes aparecer para indicar aos que se extraviam o caminho da oração e da penitência, e para dispensar aos que sofrem, as graças e os prodígios da vossa soberana bondade. Ó fonte inesgotável de água salutar com as ondas da divina caridade, reanimai os corações áridos. Fazei que todos nós, que somos vossos filhos por vós confortados em nossas penas, protegidos nos perigos, sustentados nas lutas, nos amemos uns aos outros e sirvamos tão bem ao vosso doce Jesus que mereçamos as alegrias eternas junto a vosso trono no céu. Amém.
Reflexão
Desde 1858 até hoje, contínuas multidões têm se reunido em Lourdes, que se tornou um dos maiores santuários da França. Em 1925, o Papa Pio XI declarou Bernadete bem-aventurada e, em 1933, tornou-a santa. A festa de Nossa Senhora de Lourdes é celebrada hoje, dia 11 de fevereiro. O Santuário é marco do amor da Mãe que vem nos ajudar, e nele tem-se alcançado, por intercessão de Nossa Senhora de Lourdes, muitas graças. 

Fonte:  www.miliciadaimaculada.org.br


Missão Nova Visão, Levando LUZ onde se encontra escuridão !

Batas & Camisetas Religiosas

Batas & Camisetas Religiosas
WhatsApp 11 98173-0803

Programação

24hs de Música
+
09h00
Momento Fé & Reflexão

15h00
Terço da Misericórdia

18h00
Terço Mariano

21h00
Momento Fé & Reflexão

03h00
Terço da Misericórdia

Pedido de Oração / Orientação Espiritual

Pedido de Oração / Orientação Espiritual
Whats 11 98173-0803

N.Sra. das Graças

N.Sra. das Graças
Derramai todas as graças necessárias para nossas vidas !

Sala de Bate-Papo

Perfumes e Cosméticos LUMI

Solidariedade

Tecnologia do Blogger.

Receba Nossas Matérias !

Cadastre seu E-mail e Receba nossas Notícias e Novidades!


Nova Visão

Testemunho / Adriano do Nascimento

Reze o Terço Conosco !

De Olho na Dica - Filme

De Olho no Lançamento

Seguidores

Total de visualizações de página