Missão Nova Visão ♫ Web Rádio Católica

quarta-feira, 5 de setembro de 2018


A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) convida a todos para uma Jornada de Oração pelo Brasil, a ser realizada nas comunidades, paróquias, dioceses e regionais do país, de 1º a 7 de setembro próximo. Os bispos decidiram mobilizar os cristãos, por meio da oração, após a análise da realidade brasileira feita na última reunião do Conselho Episcopal Pastoral da entidade, dias 10 e 11 de agosto.

O Dia de Oração e Jejum sugerido é o dia 7 de setembro, data que marca a Independência do Brasil. Além da carta, enviada a todos os bispos brasileiros, foi enviada também uma oração (confira abaixo), a mesma enviada por ocasião da celebração de Corpus Christi, com uma pequena adaptação na última prece.
Segundo o bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, a Jornada de Oração é uma oportunidade para que os cristãos e pessoas de boa vontade que querem um Brasil melhor, mais fraterno e não dividido se unam.
“Nós estamos necessitados de um novo Brasil, mais ético; de uma política mais transparente. Nós não podemos chegar a um impasse de acharmos que a política pode ser dispensada. A política é muito importante, mas do modo do comportamento de muitos políticos, ela está sendo muito rejeitada dentro do Brasil. Nós esperamos que esse dia de jejum e oração ajude a refletir essa questão em maior profundidade.”
Um dos trechos da oração, encaminhada a todos os bispos do país pelo Consep, pede:
“Ajudai-nos a construir um país justo e fraterno. Que todos estejamos atentos às necessidades das pessoas mais fragilizadas e indefesas! Que o diálogo e o respeito vençam o ódio e os conflitos! Que as barreiras sejam superadas por meio do encontro e da reconciliação! Que a política esteja, de fato, a serviço da pessoa e da sociedade e não dos interesses pessoais, partidários e de grupos”.
Veja a íntegra da oração:
JORNADA DE ORAÇÃO PELO BRASIL
Semana da Pátria
1º a 07 de setembro de 2017
07 de setembro – dia da Pátria: Vida em primeiro lugar
A paz é o nome de Deus” (Papa Francisco)
Diante do grave momento vivido por nosso país, dirijamos nossa oração a Deus, pedindo a bênção da paz para o Brasil.
Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!
Vivemos um momento triste, marcado por injustiças e violência. Para construirmos a justiça e a paz, em nosso país, necessitamos muito do vosso amor misericordioso, que nunca se cansa de perdoar.
Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!
Estamos indignados, diante de tanta corrupção e violência que espalham morte e insegurança. Pedimos perdão e conversão. Nós cremos no vosso amor misericordioso que nos ajuda a vencer as causas dos graves problemas do País: injustiça e desigualdade, ambição de poder e ganância, exploração e desprezo pela vida humana.
Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!
Ajudai-nos a construir um país justo e fraterno. Que todos estejamos atentos às necessidades das pessoas mais fragilizadas e indefesas! Que o diálogo e o respeito vençam o ódio e os conflitos! Que as barreiras sejam superadas por meio do encontro e da reconciliação! Que a política esteja, de fato, a serviço da pessoa e da sociedade e não dos interesses pessoais, partidários e de grupos.
Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!
Vosso Filho, Jesus, nos ensinou: “Pedi e recebereis”. Por isso, nós vos pedimos confiantes: fazei que nós, brasileiros e brasileiras, sejamos agentes da paz, iluminados pela Palavra e alimentados pela Eucaristia.
Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!
Vosso filho Jesus está no meio de nós, trazendo-nos esperança e força para caminhar. A comunhão eucarística seja fonte de comunhão fraterna e de paz, em nossas comunidades, nas famílias e nas ruas.
Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!
Neste ano em que celebramos os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, queremos seguir o exemplo de Maria, permanecendo unidos a Jesus Cristo, que convosco vive, na unidade do Espírito Santo.
Amém!
(Pai nosso! Ave, Maria! Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo!)

Fonte: http://www.cnbb.org.br

Venha com toda sua Família participar conosco deste momento !


terça-feira, 4 de setembro de 2018



Na sua paróquia os fiéis fazem coreografia durante a missa? Sacodem os braços no ar como se estivessem numa micareta ou em um show sertanejo? Tem efeitos especiais com raios de luzes coloridas? O Papa Francisco não curtiu isso!
Na audiência geral em Novembro/2017 , o Papa ensinou que “quando vamos à Missa é como se fôssemos a um Calvário, é a mesma coisa”. Confira o vídeo:



Muita gente ainda insiste em fazer da missa um lugar para extravasar o desejo de remexer o corpo, com a desculpa de que está expressando a alegria da Ressurreição. Entretanto o Papa Francisco disse que mesmo a alegria da missa deve ser manifestada em SILÊNCIO: “Nós, certamente estaremos em silêncio, no choro, e também na alegria de sermos salvos” (Fonte: Rádio Vaticana).

Vídeo do Papa Francisco:
https://www.youtube.com/watch?v=DHtOxat6lhg


terça-feira, 28 de agosto de 2018



O PAPA ESTÁ SOB PRESSÃO !
Pe Zezinho scj
••••••••••••••••••••••••••••
1-Imagino que bispos e cardeais têm sua ideia de como dirigir a Igreja Católica, no caso de serem votados no conclave.
2-Imagino que, se fossem conselheiros do Vaticano teriam ideias de como resolver alguns problemas na sua pasta.
3-Imagino que, conhecendo como a Santa Sé funciona, saibam que a Santa SÉ nem sempre funciona com uma santa FÉ.
4- Por isso quando leio a História da Igreja ( 20 séculos ) e a História dos Papas e dos bispos e cardeais, monges e padres, sei como começaram outras igrejas, e como muitos papas sofreram pressão política da parte de imperadores, imperatrizes, reis. Muitos quiseram governar a Igreja a seu modo! Mas não foram eleitos.
5-Alguns papas não foram dignos do cargo e da vocação. Alexandre VI , Papa Bórgia, será lembrado para sempre pelo mal que fez à Igreja. Ele governou nos anos em que o Brasil foi descoberto. Santo ele nunca foi. Outro mau Papa foi VIGILIO ) 537-555) por cujas tramoias políticas foi visto como um dos Papas mais corruptos da História da Igreja. E houve outros.
6-Mas é bom lembrar os papas mártires, os que renunciaram em favor de outro mais forte, os papas santos, os disciplinadores, os bonzinhos que atuaram com severidade em muitos casos , os que reformularam a Igreja do seu tempo. GREGORIO I ( 590-604)e GREGÓRIO VII( 1073-1085) por exemplo foram papas santos e reformadores. Mudaram a Igreja do seu tempo. E tivemos papas muito virtuosos.
7- Mas convém lembrar os cardeais que se apegaram ao luxo,ao poder, ao passado, ao sonho de ser eleito, Fizeram oposição ferrenha ao papa de Roma. Alguns purpurados que se esqueceram que o Papa é um líder eleito. Se duvidam que foi Deus quem o chamou então é bom saber mais sobre os bispos e cardeais que lhe fizeram e ainda fazem oposição .
8-Tenho doze livros sobre a História dos Papas. Graças a Deus que os li, porque nunca me esqueço do que os outros líderes da Igreja são capazes de fazer para lutar pela Igreja dos seus sonhos e pelo poder. São 1.3 bilhão de fiéis ...
9-Não sou Vaticanista. Não sei como funcionam as políticas do Vaticano. Gosto do Papa Francisco e não acho que todo cardeal que discorda de sua maneira liderar a Igreja seja um
mau cardeal . Mas os descontentes sabem que uma boa parte dos católicos os ouvirá !
10- Não me apresso em assinar em baixo de cada denúncia contra o Papa ou contra alguns cardeais. Minha fidelidade está no Cristo, e no Papa, depois , com a maioria dos cardeais e bispos . Mas escolho crer na honestidade dos Papas há muitas décadas. Buscaram o melhor .
11- Sei que a visão de como a Igreja deveria ser dirigida, passa pelas convicções dos cardeais, bispos e padres e freiras e monges que querem mudanças
12- Sei também dos que acham que a Igreja já mudou demais . Vejo isso nos estudantes, seminaristas e novos padres de agora.
13- Há os que querem mudança rápida, os que não as querem tão rápida, os que sonham com a Igreja de antes de 1959 e não aceitam papas desde João XXIII até Francisco, abrindo exceção para Bento XVI .
14- E há os que confundem reformas com comunismo e tradição serena com retrocesso .
14- Não é fácil lidar com todos estes conceitos de Igreja . Ler a História Do Mundo e a História da Igreja pode ajudar. Mas as pessoas são quem são. A maioria é imediatista. Não sabe do passado e não aceita o presente . Quer a Igreja agora do jeito deles.
15- Avançar, retroceder, mudar ou não mudar, ver o mundo sob a ótica política ou estritamente religiosa, tudo isso molda o bispo, o padre e o seminarista .
16-,Lido com isso desde 1964, assim que conheci melhor as propostas do Vaticano II e de Paulo VI. A Igreja Católica começou a mudar desde João XXIII. E desde aqueles dias houve conflitos sobre que Igreja queremos .
17- Eu fiz a minha escolha. E conheço padres piedosos e bons que fizeram outra escolha . São mais conservadores do que eu. Outros me veem mais conservador do que eles. São mais de esquerda do que eu.
18- Consigo tomar café e jantar com eles sem perder o respeito por sua visão de catolicismo !
19- Mas o que estão fazendo com o Papa Francisco já é crueldade ! A imprensa laica é mais gentil com ele do que certos grupos católicos radicais . Mas vai passar como João XXIII, Gregório Magno (I) , Gregório VII, Paulo VI que como papas que propuseram atualização da Igreja no seu tempo.

Fonte: https://www.facebook.com/padrezezinhoscj




Esta é uma das obras mais difundidas da espiritualidade crista. É por ela que a espiritualidade moderna ganha seu florescimento com decisivos traços psicológicos preocupados, sobretudo, em discernir os movimentos da alma que busca seguir a Jesus Cristo. A obra traduz uma pedagogia religiosa sinalizada pelo caminho da vida interior. - Trata-se de uma coletânea de reflexoes escritas em estilo simples, destinadas a alimentar a vida espiritual dos cristãos. 

Tomás de Kempis - Biografia

Monge e escritor alemão, Tomás de Kempis nasceu em 1380, em Kempen, na Renânia do Norte (perto de Colónia), faleceu a 24 de julho de 1471, no Mosteiro de Santa Inês.
Aos 12 anos, foi estudar para a escola de Deventer, na Holanda. Durante os seus estudos em Humanidades, Tomás de Kempis revelou muito talento na transcrição de manuscritos. Concluída a sua formação, em 1399, o jovem foi admitido no grupo Irmãos Regulares da vida em Comum que, ainda sem instalações definitivas, viviam no Monte de Santa Inês (ou St. Agnès), perto de Zwolle, na Holanda, onde o seu irmão era prior. Sob a direção do prior Florêncio Radewijn, Tomás de Kempis iniciou uma vida de pobreza, castidade, devoção e obediência, em comunidade, tendo feito votos de noviço apenas em 1406 e, sido ordenado padre em 1413, um ano depois de ter sido edificada a igreja daquela comunidade religiosa. Mais tarde, foi eleito subprior, mas devido a um exílio da comunidade, entre 1429 e 1432, Tomás de Kempis exerceu durante pouco tempo essa função. Durante esse período, esteve com o irmão num convento perto da cidade holandesa de Arnhem, o qual falecera em novembro de 1432. De regresso ao Monte de Santa Inês, Tomás de Kempis foi reeleito subprior, em 1448, permanecendo nessas funções até ao final da sua vida.
Tomás de Kempis produziu cerca de quarenta obras representantes da literatura devocional moderna. Destaca-se o seu livro mais célebre, Imitação de Cristo, composto por quatro volumes, no qual apela a uma vida seguida no exemplo de Cristo, valorizando a comunhão como forma de reforçar a fé.


"Verdadeiramente grande é aquele que a seus olhos é pequeno e avalia em nada as maiores honras. Verdadeiramente prudente é quem considera como lodo tudo o que é terreno, para ganhar a Cristo (Flp 3,8). E verdadeiramente sábio aquele que faz a vontade de Deus e renuncia a própria vontade."
Tomás de Kempis



domingo, 26 de agosto de 2018



As profecias feitas por Nossa Senhora do Bom Sucesso, no século XVI, a respeito do nosso tempo, permaneceram esquecidas durante muito tempo, conforme ela mesma profetizou.
A Virgem Maria apareceu à serva de Deus Madre Mariana de Jesus Torres, religiosa espanhola pouco conhecida, pela primeira vez, no dia 2 de fevereiro de 1594, em Quito, Equador. Apesar de desconhecida do grande público, a religiosa, que tem seu corpo incorrupto até hoje, viveu de forma extraordinária sua vocação.

À Madre Mariana, que teve uma vida mística e escondida, Nossa Senhora revelou acontecimentos que abalariam as estruturas da Igreja e da sociedade a partir do século XIX.

Desvalorização da família

A Santíssima Virgem previu a desvalorização do sacramento do matrimônio e a corrupção da família: “Quanto ao sacramento do matrimônio, que simboliza a união de Cristo com a Igreja, será atacado e profanado em toda a extensão da palavra”.
Leis iníquas serão impostas, com o objetivo de extinguir esse sacramento, facilitando a todos viver mal o matrimônio, propagando-se a geração de filhos malnascidos, sem a bênção da Igreja. O espírito cristão decairá rapidamente.
A luz preciosa da fé se apagará até chegar a uma quase total e geral corrupção de costumes. “Acrescidos ainda os efeitos da educação laica, isso será motivo para escassearem as vocações sacerdotais e religiosas”. O espírito do mundo estará nos ambientes domésticos, as crianças se perderão e “o demônio se gloriará de alimentar com o requintado manjar do coração dos meninos”.
Nesses tempos infelizes, não se encontrará mais a inocência infantil. “Desta forma, se perderão as vocações para o sacerdócio, e será uma verdadeira calamidade”.

Desvalorização e perseguição dos sacerdotes

Nossa Senhora do Bom Sucesso também profetizou a desvalorização e a perseguição dos sacerdotes: “O sagrado sacramento da ordem sacerdotal será ridicularizado, oprimido e desprezado, porque, neste sacramento, se oprime e conspurca (macula) a Igreja de Deus e a Deus mesmo, representado em Seus sacerdotes.
O demônio procurará perseguir os ministros do Senhor de todos os modos e trabalhará com cruel e sutil astúcia para desviá-los do espírito de sua vocação, corrompendo muitos deles”. Esses escandalizarão o povo cristão, farão recair sobre todos os sacerdotes o ódio dos maus cristãos e dos inimigos da Igreja Católica Apostólica Romana.
Com esse aparente triunfo de satanás, atrairão sofrimentos enormes aos bons pastores da Igreja e à excelente maioria de bons sacerdotes e ao Pastor Supremo e Vigário de Cristo na terra.
O Santo Padre derramará secretas e amargas lágrimas na presença de Deus, pedindo luz, santidade e perfeição para todo o clero.

Esquecimento do sacramento da unção dos enfermos

A Virgem Maria profetizou, para o nosso século, o descuido e o esquecimento do sacramento da unção dos enfermos: “Muitas pessoas morrerão sem recebê-lo — seja por descuido das famílias, seja por um mal entendido afeto para com seus enfermos, outros também por irem contra o espírito da Igreja Católica, impelidos pelo maldito demônio —, privando as almas de inumeráveis graças, consolos e força, para darem o grande salto do tempo à eternidade”.
A Mãe da Igreja também previu a propagação de várias heresias, e “com o domínio delas, apagar-se-á nas almas a luz preciosa da fé, pela quase total corrupção dos costumes”.
Nesse período, haverá grandes calamidades físicas e morais, públicas e privadas”. Nesses tempos infelizes, o luxo desenfreado conquistará inúmeras almas frívolas e as perderá. “Quase não se encontrará inocência nas crianças nem pudor nas mulheres, e, nessa suprema necessidade da Igreja, calar-se-á aquele a quem competia a tempo falar”.
Nesses dias, a atmosfera estará saturada do espírito de impureza, que, como um mar imundo, correrá pelas ruas, praças e lugares públicos com uma liberdade assombrosa. “Quase não haverá almas virgens no mundo. A delicada flor da virgindade, tímida e ameaçada de completa destruição, luzirá longe. Refugiando-se nos claustros, encontrará terreno adequado para crescer, desenvolver-se e viver sendo seu aroma o encanto de meu Filho Santíssimo e o para-raios da ira divina. Sem a virgindade, seria preciso, para purificar essas terras, que chovesse fogo do céu”.

Apagará o nome de Deus em seus corações

A Virgem Maria previu que, no nosso século, a falta de interesse dos ricos e a indiferença do povo de Deus serão causa de grande mal.
Por desleixo e negligência, as pessoas detentoras de grandes riquezas assistirão com indiferença a opressão da Igreja, a virtude perseguida, a maldade triunfante, sem empregar santamente as riquezas na destruição do mal e na restauração da fé.
A indiferença do povo fará com que se apague, gradualmente, o nome de Deus em seus corações, “aderindo ao espírito do mal, entregando-se, livremente, aos vícios e paixões”.
Em meio às dificuldades desses tempos difíceis, profetizados para a Igreja e para o mundo, Nossa Senhora fala da importância das comunidades religiosas: “Restarão as comunidades religiosas para sustentar a Igreja e trabalhar com valoroso e desinteressado empenho na salvação das almas, porque, nesse período, a observância da regra resplandecerá nas comunidades, haverá santos ministros do altar, almas ocultas e belas, nas quais meu Filho Santíssimo e eu nos deleitaremos, considerando as excelentes flores e frutos da santidade heroica”.
Contra eles, a impiedade fará dura guerra, cumulando-os de difamações, calúnias e vexações, para impedir-lhes o cumprimento do seu ministério.
Mas esses santos ministros, como firmes colunas, permanecerão inabaláveis. Eles enfrentarão tudo com “espírito de humildade e sacrifício com que serão revestidos em virtude dos méritos infinitos de meu Filho Santíssimo, que os ama como as fibras mais delicadas de Seu santíssimo e terníssimo coração”.

Socorro e proteção

Essas profecias de Nossa Senhora do Bom Sucesso retratam o estado das coisas, a heresia, a impiedade e a impureza presentes em nosso tempo. Mas, além dessas e outras revelações, a Virgem Maria prometeu o seu socorro e a sua proteção para aquelas pessoas que propagassem a devoção a ela com o título de Nossa Senhora do Bom Sucesso.
Por isso, propaguemos essa devoção, que ficou durante muito tempo esquecida, mas que, em nosso tempo, se torna mais conhecida e a sua mensagem muito atual.
Confiemos a Nossa Senhora do Bom Sucesso as nossas orações pelas famílias, especialmente pelas crianças, pelos sacerdotes, religiosos e religiosas, pelos governantes, pelas pessoas detentoras de poder.
Para que haja o triunfo do seu Imaculado Coração, também profetizado por ela, precisamos nos unir a Virgem Mãe de Deus com nossas orações, jejuns, penitências, reparações, como ela nos pediu em suas aparições.
Nossa Senhora do Bom Sucesso, rogai por nós!





Contato / Pedidos de Oração

Nome

E-mail *

Mensagem *

Revenda Nossos Produtos em sua Cidade !

Revenda Nossos Produtos em sua Cidade !
Whats 11 98173-0803

Pedido de Oração / Orientação Espiritual

Pedido de Oração / Orientação Espiritual
Whats 11 98173-0803

Programação

24hs de Música
+
09h00
Momento Fé & Reflexão

15h00
Terço da Misericórdia

18h00
Terço Mariano

21h00
Momento Fé & Reflexão

03h00
Terço da Misericórdia

N.Sra. das Graças

N.Sra. das Graças
Derramai todas as graças necessárias para nossas vidas !

Sala de Bate-Papo

JMJ Panamá 2019

JMJ Panamá 2019
Site Oficial

Solidariedade

Tecnologia do Blogger.
Missão Nova Visão, Levando LUZ onde se encontra escuridão !

Cristoteka Magnificat

Receba Nossas Matérias !

Cadastre seu E-mail e Receba nossas Notícias e Novidades!


Nova Visão

Deixe um Recadinho

Testemunho / Adriano do Nascimento

Para as Crianças

De Olho na Dica - Filme

De Olho no Lançamento