Davi vem nos ensinar a ter um coração humilde e puro. ~ Missão Nova Visão ♫ Web Rádio Católica

quarta-feira, 2 de julho de 2014

O homem contemporâneo vive com uma constante dúvida: “Quem sou eu?”. Santa Terezinha nos diz: “Eu sou o que Deus pensa de mim”. E só é possível descobrir o que Ele pensa sobre nós na presença d’Ele. O primeiro chamado do Senhor na vida do homem é a santidade; e ser santo é estar constantemente com o Senhor. O Catecismo da Igreja Católica nos diz que “todos os homens são chamados ao mesmo fim, o próprio Deus” (§1878).
Vivendo na presença do Pai, Ele próprio nos desperta para o questionamento: “Qual a minha vocação?”. Essa é uma resposta que só poderá ser encontrada se estivermos próximos ao Senhor, pois é Ele quem nos chama, e é a Ele que devemos responder. Nesse contexto, Davi nos traz um exemplo de quem andou na presença de Deus e assim correspondeu, com humildade, à escolha do Senhor para sua vida.
No texto de I Samuel 16, 10s, encontramos um detalhe na escolha de Davi como Rei de Israel.“Jessé fez vir seus sete filhos à presença de Samuel, mas Samuel disse: ‘O Senhor não escolheu nenhum desses”’. O número sete na Bíblia faz menção à perfeição. Jessé traz o melhor que tem para oferecer a Deus, mas não chama Davi, pois ele ainda era um menino. Aos olhos humanos, Davi era inapropriado para assumir o reinado. Se continuarmos a leitura, veremos que não é o Pai quem menciona Davi, mas é o profeta quem pergunta: “Todos os seus filhos estão aqui?” (Conf. I Sm 16, 11). Podemos perceber que Davi não era uma opção considerável para seus familiares, mas assim que Samuel o viu, declarou: “Eis o escolhido!”.
Diante dessa seleção do Senhor, Davi permanece pastor de ovelhas, continua servindo a seu pai e a seus irmãos. Mas a maneira como ele responderá aos acontecimentos do seu cotidiano não será o mesmo, pois contará com o auxílio do Espírito Santo, que lhe fora enviado por Deus.
Hoje, quando ouvimos falar de Davi, vemos que é dado ênfase a seu grande reinado; fala-se que ele foi um guerreiro corajoso e vitorioso. Mas é em sua juventude que encontramos o ponto chave de sua vocação. Desde menino, ele esteve, constantemente, na presença do Senhor.
Não sabemos se Davi entendia plenamente o significado da unção que lhe foi dada, mas podemos notar que ele não buscava Deus como um meio de se promover, não procurava idealizar os projetos que o Senhor faria a partir da unção que recebeu do profeta. Nosso personagem não cria expectativas futuras, pois tem um coração humilde e não vive de projeções fantasiosas. Davi dedica-se a desfrutar do presente que o Senhor lhe proporcionou.
É bonito percebermos como Deus é o grande amigo do menino. A Ele Davi dá toda honra e todo mérito, pois sabe de sua pequenez e reconhece que “foi o Senhor quem o livrou das garras do leão e do urso, e também das mãos do filisteu Golias” (Conf. I Sm 17, 37).
Tudo o que vem, depois, na vida de Davi, é uma consequência de estar sempre na presença de Deus. Essa é a vocação primeira para a qual o Senhor chama o pequeno pastor de ovelhas e também nós. Viver uma vida próxima de Deus é o ponto chave para que tenhamos condições de corresponder, e bem, aos projetos do Senhor que vão se apresentando em nossa caminhada.
Davi nos ensina que só um coração humilde e puro pode ser totalmente dócil à escolha de Deus. E essa característica o acompanha por toda a sua vida. Davi é um homem adorador!
Há uma vocação para a qual o Senhor nos convida. Há um lugar onde podemos nos realizar e viver plenamente o dom que somos. Davi nos ajuda a descobrir e a realizar o projeto de Deus em nossa vida; o segredo está em permanecermos no coração do próprio Deus. “Fizeste-nos para ti, escrevia Santo Agostinho, e inquieto está o nosso coração enquanto não repousar em ti.” (Confissões 1,1).
Que não tenhamos medo de encarar o desafio que o Senhor nos faz ao nos convidar para o Seu seguimento. É no dia a dia que Ele nos conduz e nos revela o Seu desejo. Para alcançarmos os grandes picos, para o qual o Senhor quer nos levar, precisamos trilhar os pequenos passos que nos cabe. “Não devemos ter medo do que Deus nos pede nas circunstâncias da vida”, nos disse Bento XVI. O alimento que nos sustenta na caminhada é o próprio Deus.

www.cancaonova.com




0 Comentários:

Postar um comentário

Por favor poste apenas comentário uteis, não faça divulgação na sessão de comentários. Obrigado

Nossa Programação

24hrs de músicas!
15h00
Terço da Misericórdia
18h00
Terço da Sagrada Família
20h00 às 22h00
Rítmo Jovem

Clicando Neste Anúncio Você nos Doa R$ 0,03 ! Deus Abençoe !

N.Sra. das Graças

N.Sra. das Graças
Derramai todas as graças necessárias para nossas vidas !

Curta nossa Página !

Solidariedade

Tecnologia do Blogger.

CF2017

Missão Nova Visão, Levando LUZ onde se encontra escuridão !

Clicando Neste Anúncio Você nos Doa R$ 0,03 ! Deus Abençoe !

Testemunho / Adriano do Nascimento

CD Mesmo Olhar / Adriano do Nascimento

CD Mesmo Olhar / Adriano do Nascimento
Pregação e Testemunho

Receba Nossas Matérias !

Cadastre seu E-mail e Receba nossas Notícias e Novidades!


Nova Visão

Deixe um Recadinho

De Olho na Dica - Filme

De Olho no Lançamento